O que é o Consciência Social?

É um blogue que convida todos à aberta discussão de temas relevantes para o desenvolvimento pessoal e de maior consciência social. Encontre temas ligados ao ambiente, práticas ecológicas, soluções de sustentabilidade, espiritualidade, iniciativas sociais e muitas novas ideias! Comenta! Partilha!

quinta-feira, setembro 22, 2005

Sobre o Sr. Paulo Morais

Excelente post aqui deixado sobre o Paulo Morais. Acompanhei o caso, até porque diz respeito à minha cidade e há alguns aspectos que interessa esclarecer.

Não sei se alguém se lembra, mas quando o Rui Rio apresentou as suas listas para as Autárquicas de 2005 a ausência de Paulo Morais (considerado o seu braço direito e nº 2) foi imediatamente notada pela Imprensa. Rui Rio referiu que a ausência do colaborador devia-se a razões exclusivas e pessoais deste último, o que foi desmentido na entrevista à revista Visão pelo próprio Paulo Morais que confessou estar disponível para participar nas listas.

Acredito na versão de que, tendo sido um dos poucos homens de poder a combater a corrupção nas autarquias promovida por essa corja denominada "empreiteiros" e "construtores civis", Paulo Morais foi afastado para não atrapalhar mais os lobbies instalados na Câmara Municipal do Porto.

Mas existe ainda uma outra versão em que concedendo benesses a alguns grupos e recusando ceder a outros, ao ver-se afastado por qualquer motivo das listas de Rui Rio, Paulo Morais tenha tentado uma jogada teatral à guisa de vendeta contra o Presidente da Câmara. Parece-me inviável, mas é uma possibilidade.

Por muitos outros motivos Rui Rio não merece ser reeleito, foi um mau gestor e senhor duma prepotência inaceitável: o modo como foi feita a demolição e realojamento dos moradores do Bairro São João de Deus à rebelia de todos os conselhos da Assistência Social e usando leis de 1940; a questão absurda do Túnel da Avenida de Ceuta; a escolha do trajecto do Metro; o não abrir das portas da Câmara para os festejos da vitória da Liga dos Campeões duma equipa da cidade, etc).

Infelizmente as alternativas para a CM do Porto não são melhores. Do PS pouco mais se pode esperar que as negociatas obscuras entre Nuno Cardoso e o FCPorto (semelhantes às negociatas obscuras entre Rui Rio - Boavisteiro confesso - e o Boavista FC), Rui Sá (candidato da CDU), apesar do seu valor pessoal, foi pouco mais que um pau mandado de Rui Rio, e João Teixeira Lopes (do BE) não tem as qualidades de moderação, racionalismo e tacto político a que o Bloco de Esquerda nos tem habituado através de pessoas como Louçã, Ana Drago ou Miguel Portas... quando ao CDS-PP já nem falo porque não me merece muita consideração política.

Quanto a Paulo Morais vamos acreditar que foi um dos poucos politicos locais que assumiu o seu cargo político com o verdadeiro objectivo de fazer serviço público, tornando-se um cruzado por pressão dos seus inimigos (e de todos nós) os vereadores corruptos e os empreiteiros despudorados. Que sirva de exemplo a uma certa Esquerda que tende a diabolizar toda a Direita sem olhar as especificidades de cada caso.

No entanto, penso que foi o próprio Paulo Morais que quando confrontado com as queixas da Associação dos Moradores do Bairro São João de Deus sobre o não realojamento de certas famílias com base em meras "suspeitas" de tráfico de droga (acto justificado com base numa lei do Estado Novo) disse e passo a citar "vão fazer queixa à cova do Salazar em Santa Comba Dão!".

1 comentário:

solquartocrescente disse...

Eu estou um pouco cansado em Portugal políticos do bota-abaixo, que criticam imenso, prometem imenso, justificam-se imenso mas pouco fazem pelo povo.

Prefiro aqueles que falem menos e façam mais pelo povo (e é fácil saber quem são pelo número e qualidade de propostas que colocam)